Nosso legado

Todo dia, seguimos para o trabalho esperando fazer duas coisas: dividir um ótimo café com nossos amigos e ajudar a tornar o mundo um pouquinho melhor. Já era assim quando a primeira Starbucks abriu em 1971 e continua sendo assim até hoje.

Naquela época, a empresa era uma única loja no histórico Pike Place Market de Seattle. Em sua fachada estreita, a Starbucks oferecia alguns dos melhores cafés em grãos inteiros recém-torrados do mundo. O nome, inspirado em Moby Dick, evocava o romance do alto-mar e a tradição dos navegadores que primeiro comercializaram o café.

Em 1981, Howard Schultz (presidente, CEO e presidente do conselho da Starbucks) entrou pela primeira vez em uma loja Starbucks. Já no primeiro copo de Sumatra, Howard ficou empolgado com a empresa, na qual ingressou um ano mais tarde.

Um ano depois, em 1983, Howard viajou para a Itália e se encantou com as cafeterias italianas e o aspecto romântico da experiência de tomar café. Ele teve a visão de levar a tradição das coffehouses italianas para os Estados Unidos. Um lugar para conversar, com um senso de comunidade. Um lugar intermediário entre trabalho e casa. Howard saiu da Starbucks por um breve período para abrir sua própria cadeia de cafés, Il Giornale, e retornou em agosto de 1987 para comprar a Starbucks com ajuda de investidores locais.

Desde o início, a Starbucks se propunha a ser um tipo de empresa diferente, que não apenas celebrava o café e sua rica tradição, mas também trazia um sentimento de conexão.

Nossa missão é inspirar e nutrir o espírito humano – uma pessoa, uma xícara de café e uma comunidade de cada vez.

Atualmente, com mais de 15 mil lojas em 50 países, a Starbucks é a mais importante empresa mundial de torrefação e venda de café especial. E, com cada xícara, nos esforçamos para dar vida ao nosso legado e a uma experiência excepcional.